Mudanças climáticas? O caminho é apelar para a psicologia humana • Blog Aprenda Neuromarketing

Mudanças climáticas? O caminho é apelar para a psicologia humana

A psicologia humana influencia as decisões que tomamos todos os dias, inclusive as mais insensatas. Nosso perfil psicológico pode nos deixar relutantes em pagar por serviços que beneficiam a todos, incluindo aqueles que não contribuem. Isso nos faz focar em obter ganhos de curto prazo e evitar perdas de curto prazo. E, mais importante, nos leva a entrar em um processo de racionalização e negação, em vez de enfrentar desafios difíceis.

Em um artigo publicado na BioScience, vários cientistas, incluindo pesquisadores de Stanford, exploram essas barreiras e sugerem estratégias que envolvem educação, marketing, criação de normas, uso de “opções padrão” e várias intervenções comportamentais que poderiam superar essas barreiras para enfrentar o desafio da mudança climática.

Escrito por alguns dos mais eminentes estudiosos e cientistas de Stanford em campos tão diversos como biologia, psicologia e economia, o artigo da BioScience aborda a magnitude e a urgência do desafio, e aponta o caminho para estratégias e políticas para enfrentá-lo.

“Os custos da inatividade podem ser catastróficos em termos de perda de produção de alimentos, elevação dos mares, pobreza e outras ameaças à saúde e bem-estar humanos”, disse o co-autor Lee Ross, professor de psicologia em Stanford.

A equipe abordou essas questões globais encontrando exemplos concentrados de intervenção psicológica que levaram a uma ação ambiental. Histórias de sucesso em pequena escala incluem demonstrações do poder dos padrões em vizinhanças. Em um estudo provocativo, os pesquisadores mostraram que os proprietários de imóveis reduziriam seu consumo de energia se dissessem que estavam consumindo mais do que seus vizinhos.

O sentimento de reprovação social em uma vizinhança pode ajudar no engajamento ao combate às mudanças climáticas. Foto: Tom Rumble on Unsplash

Pequenas mudanças passo a passo nas escolhas e práticas de famílias individuais, bem como medidas locais e incentivos que encoragem a conservação de energia, podem ajudar a gerar novas normas e a aprovação de sanções para aqueles que as violam, escrevem os autores.

Mas o verdadeiro desafio é a necessidade de uma ação coordenada coletiva, disse Ross, que tem benefícios significativos.

“Ações efetivas, incluindo pesquisa de tecnologia, podem render enormes dividendos em termos de novas indústrias e empregos ambientalmente corretos que servem aos nossos interesses nacionais e ao bem-estar de nossos cidadãos.”

Quando as pessoas são levadas a se preocupar com o meio ambiente em todos os aspectos de suas vidas, elas lucram tornando seus meios de subsistência sustentáveis ​​e aliviando o estresse que está sendo colocado atualmente no mundo natural.

Quer se tornar um especialista em Neuromarketing? Cadastre seu e-mail:


Traduzido do original. Por Rosemary Mena-Werth em Stanford News.

Como este conteúdo foi útil para você?

Clique em uma estrela para avaliá-lo

Avaliação média / 5. Votos:

Já que você achou este conteúdo útil...

que tal seguir nas redes sociais?

Lamentamos por este conteúdo não ter sido útil para você...

Ajude a melhorar este conteúdo

%d blogueiros gostam disto: